Pular para conteúdo

O meu sangue ferve por você

HISTÓRIAS ERÓTICAS PARA MULHERES LIVRES. INSPIRE-SE E DESPERTE SUA IMAGINAÇÃO PARA SENTIR NA INTENSIDADE QUE VOCÊ DESEJA. CONTOS PARA GOZAR E SE DELEITAR. NA VIDA, NO QUARTO E NA CAMA.

Uma selfie despretensiosa, um vibrador e um dos melhores orgasmos da minha vida.

Terça-feira. A semana mal começou e já estou exausta. Chego em casa, tiro os sapatos e o sutiã. Liberdade. Vou direto à cozinha e sirvo uma taça de vinho. O álcool entra relaxando os músculos e penso que era disso mesmo que eu precisava. 

Sento no sofá, estendo as pernas, ligo a TV despretensiosamente. Mudo de canal sem dar muita bola pro conteúdo e paro em qualquer programa desses culinários. Dou uma zapeada no instagram e vejo a selfie que você postou. É um daqueles vídeos rápidos. Você abre e fecha a boca. Sua boca. Tão perfeita. Imagino contornar seu desenhos com meu dedo. 

Comento da sua boca perfeita. Você responde: “O João também ama, amiga”. João, o namorado. Dou mais um gole de vinho e de repente me pego imaginando que você está ali, estarrada no mesmíssimo sofá que eu. Num dia de cansaço pós-trabalho. Assistimos ao programa juntas e rimos do roteiro meio cafona. 

Não paro de olhar e você brinca: “Quer beijar, é?”. Eu digo que quero. Você vem engatinhando até onde estou sentada e me beija. Na vida real, nesse exato momento, coloco a mão dentro da minha saia até alcançar minha buceta. Quente, latejando. Meu corpo inteiro ferve com a simples imaginação de encostar em você. 


 

Imagino que a gente fica horas assim. Sabe aquele sexo devagar que não se encontra mais por aí? Horas beijando, descobrindo os cantos do corpo. Deslizo minha mão pela sua cintura. Os cabelos longos. A pele branquinha, branquinha. Os seios pequenos. 

Imagino a temperatura da sua língua encostando no meu mamilo. Você colocando seus dedos em mim primeiro devagar e depois rápido e com força enquanto com a outra mão acaricia minha barriga. Os dedos descendo até encontrar meu clitóris. Você brinca com meus pelos. Passa a pontinha da língua na minha buceta inteira.

Eu viro você de bruços. Beijo seu corpo do pescoço até chegar ao meio das pernas. Dou lambidas na sua bunda e vejo você arrepiar. Deslizo minha língua até achar seu sexo. Quente, molhado. Mergulho ali e me perco. Não sei quanto tempo passo, não sei quanto tempo se passa — do lado de cá, na vida de verdade. 

Penso no seu gemido. Como seria. Na sua voz doce cheia de prazer. Nas suas mãos que sempre sabem o que fazem. Sinto que posso enlouquecer a qualquer momento. Não seria essa uma das descrições do orgasmo? La petite mort, chamam os franceses. Eu chamo de você. 

Uma corrente elétrica atravessa meu corpo e abro os olhos. Minha mão esquerda molhada de suor, lubrificação. Cheiro e imagino que é seu cheiro que me entra pelas narinas. Gozei como se não houvesse amanhã, mas haverá. Em pensar que tudo começou por causa da sua selfie. Aquela boca… 



 

 

Deixe o seu comentário

Todos os comentários são revisados antes da publicação.

Nossos Favoritos

O QUE ELAS DIZEM SOBRE O BULLET LILIT?

Entrega super rápida, embalagem cuidadosamente produzida, um cheirinho delicioso e um produto surpreende, já tive outros vibradores, mas nenhum com esse cuidado no acabamento, uma textura delicada, simplesmente PERFEITO! Já sou fã de carteirinha, até comprei um para minha melhor amiga.

Avaliação Anônima

✔️ Produto adicionado com sucesso.