Pede com jeito que eu vou - Contos eróticos

HISTÓRIAS ERÓTICAS PARA MULHERES LIVRES. INSPIRE-SE E DESPERTE SUA IMAGINAÇÃO PARA SENTIR NA INTENSIDADE QUE VOCÊ DESEJA. CONTOS PARA GOZAR E SE DELEITAR. NA VIDA, NO QUARTO E NA CAMA.

Uma tarde de verão e o anal perfeito tão esperado. 

O assunto já rondava o sexo há tempos. Eu queria, ele também, mas sempre que possível adiava. Por medo. O tabu que rondava o assunto não me deixava perguntar para amigas e, assim, os planos foram sendo protelados. 

Mas, numa tarde calorenta de verão, o tão esperado anal aconteceu. Fora dos planos, naturalmente, cheio de cuidado e tesão. Estávamos os dois em casa num pós-praia gostoso, estirados no sofá. Ele começou a massagear meus pés enquanto assistíamos a algo na TV. Suas mãos começaram a subir pelas minhas panturrilhas delicadamente. 

Fui ficando quente. Mais quente. Quando percebi, sua mão estava entre as minhas pernas, acariciando minha buceta. Começo a ficar molhada. Você se excita com meus fluidos escorrendo. Lambe os dedos. Começa a se masturbar. Gosto de ver você se tocando. Aproveito para me masturbar também. Pego na mesinha ao lado do sofá o vibrador e ficamos assim por alguns minutos. Só nos olhando. 

Depois, você vem e se encaixa numa conchinha atrás de mim. Passa sua mão pela minha cintura e alcança meu clitóris. Fica por ali tempo suficiente para que eu fique encharcada. Você começa a esfregar a cabeça do seu pau na minha bunda. Encaixa seu pau entre minhas nádegas. Roça a cabeça dele no meu ânus. Esse ato tão simples me dá tanto tesão que eu peço para você comer meu cu. Foda-se as etiquetas, as palavras corretas, o que julgam certo ou errado. Quero deixar para lá manuais, indicações, roteiros. Quero apenas fazer o que der na telha. Sexo não é, afinal, sobre isso?

Você pede com jeitinho e fico com ainda mais tesão. Estico a mão até a gaveta da mesinha e tateio em busca do lubrificante. Você lambuza seu pau todinho. Deixa que ele fique completamente empapado. Depois, volta para minha bunda e vai tentando colocá-lo delicadamente. Estremeço, mas não é de medo. É de êxtase. Você tem o cuidado que eu preciso. A paciência que a experiência pede. Enquanto com uma mão posiciona seu pau, com a outra brinca com o bico dos meus seios. Sinto a pressão. Aquela mesma que antecede o prazer de ser penetrada. Não demora para que ele entre. 

Minha cabeça gira. O prazer é tanto que não consigo controlar espasmos corporais nem manifestações vocais. Grito, esperneio, tremo, suo frio. Por que mesmo não fiz isso antes? Você enfia mais um pouco. Agora ele já está metade dentro. Seus movimentos são suaves e ritmados. Sinto que seu corpo também estremece de prazer a cada movimentação.

Quando vejo, ele já está lá dentro por inteiro. Não acredito que conseguimos. Não acredito que demoramos tanto para fazer. Quero que se prolongue para sempre, mas o tesão é tão grande que não sei se consigo segurar por muito tempo. Você é esperto: enquanto me come por trás, estimula meu clitóris com as mãos. O combo perfeito do prazer.

Sinto minhas pernas ficarem bambas. Amolecem. Perco o controle do corpo e sei: vou gozar. Aviso, mas nem precisa porque você também já está no caminho. Gozamos juntos enquanto você aperta meu corpo contra o seu. 

Estou exausta. Estou entregue. Estou me sentindo ótima. E, sem nem perceber, durmo. Depois de gozar como se fosse, de novo, a primeira vez. E foi. 

bullet-lilit-cta

Deixe o seu comentário

Todos os comentários são revisados antes da publicação.

Comprar

O QUE ELAS DIZEM SOBRE O BULLET LILIT?

Entrega super rápida, embalagem cuidadosamente produzida, um cheirinho delicioso e um produto surpreende, já tive outros vibradores, mas nenhum com esse cuidado no acabamento, uma textura delicada, simplesmente PERFEITO! Já sou fã de carteirinha, até comprei um para minha melhor amiga.

Avaliação Anônima