Como abraçar sua sexualidade no dia internacional da mulher

Criado pelas sufragistas no início da década de 1900, o Dia Internacional da Mulher foi criado para chamar atenção para a importância da equidade de gênero ao redor do mundo. Nas últimas décadas de temos visto movimentos como o #MeToo, o #TimesUp e o #BlackLivesMatter. O feminismo interseccional hoje é amplamente difundido, abraçando as causas da luta contra o racismo, a transfobia, o classicismo, a xenofobia, sexismo, o capacitismo, a bifobia e a homofobia. 

Não tem como negar que ainda falta muito trabalho para alcançar a equidade de gênero, em todos os cantos, mas já podemos lutar pelo nosso direito ao prazer em casa. Em uma cultura que tende a culpabilizar e envergonhar a mulher por ser sexual, abraçar e acreditar na sua sexualidade é um ato corajoso, necessário e feminista. 

“Como uma antropóloga é incrível ver o timing das vozes coletivas femininas em movimentos de equidade de gênero. Enquanto o Dia Internacional das Mulheres já existe por mais de um século com foco progressista, hoje temos uma nova força e gás para lutar a favor dos nossos direitos” - conta a antropóloga Sarah Forbes, curadora do Museum of Sex em Nova York. 

 

Abrace sua sexualidade e tenha orgulho dela. Aqui estão algumas dicas: 

Compre um vibrador

Nós desenvolvemos o Bullet Lilit para ser o primeiro vibrador que gostaríamos de ter encontrado antes. Ouvimos mais de 4 mil mulheres e desenvolvemos um vibrador no modelo bullet como você nunca viu: potente, discreto e elegante. 

O vibrador bullet é o modelo ideal para para pessoas com vulva: focado no prazer clitoriano e na nossa parte externa - onde se concentram nossas principais terminações nervosas. Pequeno e com vibrações potentes, ele traz experiências impossíveis de replicar com as mãos, boca e um pênis.

dia-internacional-mulher-vibrador-bullet-somos-lilit

Lute pela equidade do orgasmo 

Quando pensamos em desigualdade de gênero, pensamos em desigualdade de pagamento, e esquecemos que existe desigualdade em nossas vidas sexuais e nos orgasmos. 

Em relacionamentos heterossexuais, a verdade é que homens têm mais orgasmos que mulheres. A falta de conhecimento sobre o clitóris e a falta de comunicação durante o sexo são fatores que contribuem para essa desigualdade. Como Nicki Minaj diz, todos nós temos direito de chegar ao clímax. 

Se masturbe

Não só é prazeroso como tem inúmeros benefícios para a saúde e é uma ótima forma de abraçar sua sexualidade e descobrir como você gosta de gozar. Tenha certeza que você prioriza o auto prazer.  

Ame seu corpo - por você mesma

Nosso corpo é incrível. Não só por ser único, mas como ele responde a estímulos, preserva memórias e pela capacidade de trazer prazer. 

“Eu acredito que quando uma mulher celebra sua sexualidade e trata seu corpo como um templo, ela é uma deusa” aponta a sexologista Dawn Michael - “Quando ela decide dividir isso com alguém ou com ela mesma, ela consegue achar prazer no que está fazendo. Ela não está fazendo isso para agradar ninguém além dela mesma.” 

dia-internacional-mulher-vibrador-bullet-somos-lilit

Entender como a sexualidade e o empoderamento são interligados

“Como uma “curadora de sexo” é impossível eu não ver o empoderamento feminino e a sexualidade interligadas” - conta Forbes - “E mesmo assim, cada versão do que é empoderamento é única para cada uma de nós. Nós expressamos a sexualidade da nossa maneira, nos nossos termos. Pode ser que o Dia dos Namorados, por exemplo, seja um dia completamente inventado e criado pelo marketing, mas eu sei que tem muitas de nós que gostam de datas e marcas que celebrem nossa natureza erótica”. 

Falar sobre sexo

É importante falar não só com seus parceiros, como seus amigos. Toda vez que falamos a palavra “sexo” nós estamos quebrando um tabu ao nos comunicarmos ativamente sobre sexo. 

“É normal você falar sobre sexo e sua vida sexual com seu melhor amigo. Existem alguns tabus sobre falar sobre sexo com os amigos, particularmente com mulheres. Mas ao falar sobre sexo com seus amigos, você desestigmatiza uma parte da nossa vida natural e normal e muda a percepção que sexo: de algo sujo para algo empoderador” - afirma Rena Mcdaniel, médica sexologista. 

Seja sexo positiva

Se você já se considera uma pessoa sexo positiva, use o Dia Internacional das Mulheres como uma oportunidade para ser ainda mais sexo positiva. Como fazer isso? Ao entender que existem muitas facetas para sexo positividade que se estendem além do ato do sexo. 

“Sexo positividade é muito mais do que o ato do sexo. É mais sobre como nós nos vemos, nossa autoimagem, nossos corpos, nosso valor, nosso poder e nossa igualdade” - conta Forbes. 

Não importa como você escolher celebrar o Dia Internacional da Mulher, mas não esqueça da importância de valorizar o seu prazer. As mulheres ainda têm um longo caminho a percorrer para dizer para o mundo como nós somos seres sexuais e como nossos orgasmos e prazer importam.

dia-internacional-mulher-vibrador-bullet-somos-lilit

 

Escrito por Amanda ChatelTradução livre de artigo publicado originalmente no Bustle. Leia artigo original.

Fotos Bruna Bento 

...

Somos Lilit. Uma das primeiras marcas brasileiras a desenvolver seus próprios vibradores como devem ser: criados por quem usa.

Conheça o Bullet Lilit, seu (novo) primeiro vibrador

Deixe o seu comentário

Todos os comentários são revisados antes da publicação.

Comprar

O QUE ELAS DIZEM SOBRE O BULLET LILIT?

Entrega super rápida, embalagem cuidadosamente produzida, um cheirinho delicioso e um produto surpreende, já tive outros vibradores, mas nenhum com esse cuidado no acabamento, uma textura delicada, simplesmente PERFEITO! Já sou fã de carteirinha, até comprei um para minha melhor amiga.

Avaliação Anônima