Descubra o que é "moeda sexual"

Como seres humanos, nós desejamos sermos tocados. Somos naturalmente criaturas sociais que se desenvolvem a partir do contato físico. Estudos têm mostrado que quando recebemos esse contato, nosso cérebro libera oxitocina e outros componentes neuroquímicos, fazendo-nos sentir calmos, felizes e em paz. Da mesma forma, quando as pessoas não têm contato físico, começam a sentir-se extremamente desanimadas e deprimidas. Psicólogos e pesquisadores descobriram que receber afeto físico é absolutamente essencial para que bebês e crianças pequenas se tornem adultos desenvolvidos. 

Quando se trata de relações românticas, o afeto assume um significado erótico. Não estamos aqui falando apenas de sexo. Embora o sexo seja uma grande parte das relações românticas, não é o único tipo de toque sexual que precisamos para nos sentir seguros, felizes e eroticamente saciados. Dra. Karen Gurney, psicóloga clínica, sexóloga e autora de Mind The Gap: a verdade sobre o desejo e como proteger sua vida sexual no futuro, cunhou o termo "moeda sexual" para descrever a forma como o contato não-genital dentro do relacionamento romântico nos ajuda a criarmos laços com nossos parceiros como seres sexuais - um componente crucial da satisfação geral do casal. 

A moeda sexual também vai além do toque: trata-se de todas as formas como nos relacionamos com alguém como um parceiro sexual. Portanto, vamos aprofundar um pouco mais na moeda sexual -  ela é tão importante quanto as relações românticas e sexuais.

O que é a Moeda Sexual?

Sempre que nos abraçamos, beijamos, esfregamos, esprememos e nos enroscarmos com um parceiro romântico, há uma carga erótica. Isso vem da relação sexual que existe entre casais. Este tipo de contato não envolve o toque dos genitais, mas é sexual, porque nos permite "satisfazer as necessidades sexuais, nos sentirmos desejados, expressar desejo e conectar-se de uma forma única com nossos parceiros sexuais", diz Gurney. Ela nos permite "nos envolver sexualmente com nossos corpos sem ter relações sexuais".

A moeda sexual é um pouco diferente do afeto físico. É um toque sexualmente carregado que tem um significado erótico. O afeto físico é algo que se pode ter com parentes e amigos. É caloroso e amoroso, mas não é sexual. Com a moeda sexual, as intenções são "atração e desejo", diz Gurney.

A moeda sexual é uma construção social que permite você se relacionar sexualmente com uma maior facilidade.

Além disso, a moeda sexual não envolve apenas o toque. Ela envolve todas as interações sexualmente carregadas. Isto pode incluir o envio de um texto sugestivo, a troca de olhares e o desejo com um parceiro, ou ainda conversar com parceiro.

Embora a moeda sexual não seja "sexo", ela é sexual em sua essência.

A moeda sexual é uma grande parte de sua vida sexual

A moeda sexual não é necessariamente o sexo, mas é uma grande parte de sua vida sexual. "Em um relacionamento, muitas pessoas muitas vezes pensam em suas 'vidas sexuais' como os momentos relativamente infrequentes da semana/mês/ano quando estão tendo alguma forma de sexo com um parceiro", diz Gurney. "Mas ao definir suas vidas sexuais desta forma, elas estão perdendo a qualidade do resto de sua conexão sexual que acontece por fora".

Qualquer coisa que aconteça entre você e um parceiro romântico - uma mensagem de amor, desejo e/ou atração - é parte da rede de moeda sexual. Isso faz dela uma peça essencial do quebra-cabeça da sexualidade. 

"Uma boa vida sexual não acontece isoladamente, e ter baixos níveis de moeda sexual pode apresentar alguns desafios à satisfação sexual a longo prazo", diz Gurney. "Muitas vezes descrevo aos clientes com níveis mais altos de moeda sexual em seus relacionamentos que eles têm mais atalhos para permitir que se movam facilmente de um lugar não sexual (como lavar a louça e ver um filme juntos) para iniciar e ter relações sexuais". 

A moeda sexual atende nossas necessidades que vão além dos orgasmos

Há muitas razões para transar. Não se trata apenas de prazer, embora esta seja uma grande parte dele. Muitas vezes fazemos sexo porque queremos nos sentir próximos de nosso parceiro, para nos sentirmos conectados e para sentir que somos sexualmente desejados. 

A moeda sexual é a base das relações porque nos permite atender a essas necessidades sem a pressão de ter sexo completo. "Ter algum nível de moeda sexual entre nós que tira a pressão do sexo" que precisa acontecer para que nos "sintamos conectados, excitados, vivos ou desejados", diz Gurney. "Isto pode ser realmente útil em momentos inevitáveis em que se deve evitar transar, como quando um casal tem um novo bebê".

Mantendo a moeda sexual viva nas relações de longo prazo

No início de um relacionamento, geralmente há MUITA troca de moeda sexual. Pense em quando você começou a namorar seu parceiro pela primeira vez. Vocês se beijaram apaixonadamente durante horas? Você enviou uma tonelada de nudes? Todas essas ações são alimentadas pela energia de um novo relacionamento. 

À medida que conhecemos alguém e nos sentimos mais confortáveis, estes níveis de moeda sexual geralmente começam a diminuir. Deixamos de nos curtir várias vezes ao dia, não flertamos um com o outro e tudo começa parecer menos erótico. O problema é que quanto menos nos envolvemos com nossa moeda sexual compartilhada, mais difícil se torna o envolvimento com ela no futuro. É um ciclo vicioso. É assim que os parceiros começam a se afastar uns dos outros e começam a se sentir solitários, mesmo quando estão em relacionamentos. 

E é claro que isso terá impacto em suas experiências no quarto. É assim que começam os relacionamentos sem sexo. "Uma vez que isso acontece, pode ser uma ameaça à nossa experiência de desejo, ou à nossa iniciação sexual. Cada movimento que fazemos parece óbvio demais, carregado demais. Ficamos muito pressionados", diz Gurney.

"Muitos de nós esperamos que nosso desejo simplesmente esteja lá, mas isto simplesmente não acontece - o desejo precisa de contexto e de estímulos".

Quando não se tem a troca da moeda sexual, a lacuna entre não fazer sexo e fazer sexo começa a aumentar. Quando a alimentamos, a moeda sexual se torna o “molho especial” que mantém nossa receita erótica cheia.

A Moeda Sexual pode "desencadear" o desejo

A maioria de nós (especialmente as mulheres) requer um "gatilho" para sentir desejo sexual. Temos esta noção retrógrada (obrigado, patriarcado!) de que devemos apenas querer sexo espontaneamente. E não é assim que funciona. 

O gatilho que faltava

A moeda sexual é uma "parte importante da proteção contra uma queda no desejo em relacionamentos de longo prazo", diz Gurney. "Muitos de nós esperamos que nosso desejo esteja lá, especialmente se amamos nosso parceiro, mas isso simplesmente não acontece. O desejo precisa de contexto e de estímulos". Níveis elevados de moeda sexual nos ajudam a superar esse obstáculo.

Quando os casais aparecem na sala de terapia de Gurney com problemas de baixa libido, ela primeiro os orienta a construírem sua moeda sexual. Isto os ajuda a começar a se relacionar novamente como seres sexuais.

"Um problema com desejo normalmente aparece quando uma pessoa sente que suas necessidades não estão sendo atendidas", diz ela. "Suas necessidades geralmente não são sobre a quantidade de sexo que estão realmente tendo, ou mesmo se estão tendo orgasmos, mas geralmente é sobre sentir ser desejada ou sentir que há algo especial entre o casal. A moeda sexual tem todo esse papel".

 

Artigo escrito por Gigi Engle. Tradução livre de artigo publicado originalmente no Swell. Leia o artigo original.

...

Somos Lilit. Uma das primeiras marcas brasileiras a desenvolver seus próprios vibradores como devem ser: criados por quem usa.

Conheça o Bullet Lilit, seu (novo) primeiro vibrador.

Deixe o seu comentário

Todos os comentários são revisados antes da publicação.

Comprar

O QUE ELAS DIZEM SOBRE O BULLET LILIT?

Entrega super rápida, embalagem cuidadosamente produzida, um cheirinho delicioso e um produto surpreende, já tive outros vibradores, mas nenhum com esse cuidado no acabamento, uma textura delicada, simplesmente PERFEITO! Já sou fã de carteirinha, até comprei um para minha melhor amiga.

Avaliação Anônima