Guia completo sobre a menopausa

Aprenda os sintomas e as causas da menopausa, e como é a jornada da menopausa - e as soluções (de estilo de vida e médicas) existem para te ajudar.

A menopausa segundo a ciência

Em uma grande parte da nossa vida, a menopausa é uma daquelas coisas que a gente prefere nem pensar que existe.

É claro que sabemos que eventualmente ela vai acontecer, mas parece que ela está tão longe... até que não está mais. Do nada, ela vem e surpresa! - nossos corpos estão mudando e nossos níveis hormonais estão fora de controle.

Parece familiar? Acredite, você não está sozinha - mas você está no lugar certo. Aqui embaixo, vamos te contar o que você precisa e o que você pode esperar para lidar com os sintomas da menopausa e viver bem em todos os seus estágios.

Quando, como e porquê

Durante a transição da menopausa, a produção do corpo de dois hormônios chave, estrogênio e progesterona, começa a progressivamente diminuir até você chegar na menopausa, o que, oficialmente falando, acontece quando você fica 12 meses consecutivos sem menstruar. A progesterona começa a cair e tudo começa a acontecer. O estrogênio segue os mesmos passos mas flutua muito na curva de descida. A testosterona também começa a cair.

Nas sociedades ocidentais, a média de idade para a menopausa é 51, mas muitas mulheres começam a sentir sintomas - como menstruação irregular e ondas de calor - nos 8 a 10 anos anteriores, durante um estágio chamado perimenopausa (conhecido como perto da menopausa). Uma vez que você entra na menopausa, os ovários param de soltar óvulos e param a produção do hormônio estrogênio. E então, você vai ficar para sempre nesse estágio, conhecido como pós-menopausa.

Muitos de nós acham que com a menopausa significa que nós vamos ficar cansadas, exaustas por anos a fio - o que não é verdade.


“Muitas mulheres que eu falei veem a menopausa como um final. Mas eu descobri que esse é o momento de você se reinventar e focar em você depois de anos focando nos outros. É a sua oportunidade de ser clara no que realmente importa para você e focar nisso com todo o seu tempo, energia e talento.”
Oprah Winfrey

Sintomas da perimenopausa e da menopausa: o que esperar

Em um mundo ideal, nos conseguimos identificar os sintomas da perimenopausa, menopausa, e pós menopausa com precisão. Infelizmente menopausa não é regular. Como a Dra Anna Barbieri explica, cada mulher vivencia essa transição de uma maneira diferente. “A experiência varia de indivíduo para indivíduo, assim como diferentes grupos étnicos e culturais ao redor do mundo vivenciam de maneira diferentes”. As pesquisas mostram diferentes padrões e tendências. Por exemplo, nós sabemos que os sintomas associados com menopausa (existem mais ou menos 34 sintomas) são vivenciados por mulheres geralmente no final da perimenopausa, com o pico nos dois últimos anos devido ao pico do a desaceleração dos níveis de estrogênio.

Aqui estão os sintomas mais comuns da menopausa:
• Ondas de calor / noites de suor
• Períodos irregulares
• Secura vaginal
• Incontinência urinária
• Dificuldade para dormir
• Mudanças emocionais (irritabilidade emocional, mudanças de humor, ansiedade e depressão
• Pele, olhos e boca secos

Pós-menopausa

Depois que você atinge o marco da menopausa, você oficialmente entra no período pós menopausa. E lembre-se, isso só acontece depois de 12 meses sem menstruar. Muitas mulheres ficam 8-9-10 meses e acham que não vão mais menstruar, e do nada, elas menstruam. E começa todo esse ciclo de novo - isso pode ser bem frustrante. Muitos sintomas tendem a passar, mas alguns podem persistir, com os sintomas vaginais e urinários (mas a boa notícia é que são facilmente tratáveis).

E, infelizmente, existem mais alguns problemas de saúde que vem com a pós-menopausa, como o aumento de problemas relacionados ao coração, diabetes e osteoporose.

A transição da menopausa é a chance de mudar essas condições através do autocuidado, hábitos saudáveis, e ter certeza que está buscando os cuidados que nos merecemos nessa fase da vida.

O que podemos fazer

Ao não ser que entremos em uma rápida ou prematura menopausa por razões médicas, nós podemos passar mais de um terço das nossas vidas na pós menopausa. (As razões mais comuns são a retirada dos ovários, tratamentos de câncer, entre outros.) É um período grande, então é importante saber todos os tratamentos disponíveis que existem. Alguns sintomas são inevitáveis, mas existem maneiras de lidar com o impacto que eles causam na sua vida.

Mudanças no estilo de vida para menopausa

As mudanças no estilo de vida são vitais para melhorar os sintomas da menopausa e da pós menopausa, esteja você considerando ou não tratamentos adicionais, como a terapia com hormônios.

Felizmente, as pesquisas mostram que elas podem ser tão efetivas quanto a medicação, às vezes eliminando até a necessidade dos remédios. E a boa notícia que não importa se você está na perimenopausa, na menopausa ou na pós menopausa - você sempre pode mudar seu estilo de vida.

“Hormônios mudam com seu humor, níveis de estresse, sono, exercícios e nutrição.” conta a Dra. Eva Selhub, médica, autora e expert em resiliência humana. Os estudos tem mostrando que uma dieta rica em comidas integrais e orgânicas, especialmente com vegetais, diminui os sintomas da menopausa.

Nós também recomendamos criar seu “time de suporte da menopausa”.

Comece a rever a lista de sintomas, dê uma nota de 1-10 para cada sintoma e priorize o que você quer diminuir primeiro. Traga essa lista para seu médico - é muito importante ter um médico especialista em menopausa. Nós também sugerimos falar com amigos. Comece a conversa: “Eu estou sentindo esses sintomas, eu acho que é perimenopausa, e eu preciso de ajuda.” Você não precisa passar por isso sozinha. E se um dos seus amigos for uma mulher no final dos seus 40 anos, ela provavelmente vai estar passando por um momento parecido com o seu.

Só nos Estados Unidos, 50 milhões de mulheres ou mais estão vivenciando a menopausa, mas 16% não falam sobre isso com ninguém. E isso precisa mudar! Além do “time de suporte da menopausa”, considere fazer meditação e praticar mindfullness para o manejo de estresse e outros sintomas associados com menopausa.

Além da nutrição, atividade física, sono e outras intervenções na mente e no corpo, existem suplementos específicos - como a isoflavona, acteia e vitamina B6. Como a reposição hormonal, existem alguns riscos e interações medicamentosas, então só faça o tratamento com suplementos sob supervisão médica.

Tratamentos da menopausa

Um dos tratamentos mais efetivos da menopausa é a terapia de reposição hormonal (THM), que envolve tomar suplementos na forma de estrogênio - ou estrogênio e progesterona juntos - para balancear os dois e repor o que o corpo não está mais naturalmente produzindo.

Com todas as medicações, existem benefícios e riscos. Com a THM, os benefícios podem incluir a melhora das ondas de calor, suores noturnos, sono, humor, libido, densidade dos ossos, entre outros. E se você está pensando “mas espere, o THM não causa câncer de mama?” - você não está sozinha.

Embora exista esse mito, a Sociedade Norte-americana de Menopausa considera a reposição hormonal um tratamento seguro e efetivo para a maioria das mulheres na menopausa (especialmente se você começar antes dos 60 ou dentro dos 10 primeiros anos de menopausa), mas ainda é um assunto muito debatido e mal entendido. Quando fatores como um histórico médico e condições médicas, como tempo, dose e duração da terapia estão em jogo, os benefícios da THM podem superar os riscos.

Lembre-se que existem outras terapias não-hormonais como os antidepressivos, que podem ser usados para sintomas severos, especialmente nas mulheres que não desejam tentar terapias hormonais.

Sim, a menopausa vem com sintomas. Não, você não está sozinha nos seus sintomas. Medicações e suplementos tem um papel importante, mas não subestime o poder da nutrição, exercício, sono de qualidade e manejo do estresse.

 

Escrito por Time Elektra. Tradução livre de artigo publicado originalmente no Elektra Health. Leia o artigo original.

...

Somos Lilit. Uma das primeiras marcas brasileiras a desenvolver seus próprios vibradores como devem ser: criados por quem usa.

Conheça o Bullet Lilit, seu (novo) primeiro vibrador.

Deixe o seu comentário

Todos os comentários são revisados antes da publicação.

Comprar

O QUE ELAS DIZEM SOBRE O BULLET LILIT?

Entrega super rápida, embalagem cuidadosamente produzida, um cheirinho delicioso e um produto surpreende, já tive outros vibradores, mas nenhum com esse cuidado no acabamento, uma textura delicada, simplesmente PERFEITO! Já sou fã de carteirinha, até comprei um para minha melhor amiga.

Avaliação Anônima