O que é Sagrado Feminino?

Um resumo do livro “Vozes do Sagrado Feminino” editado por Dr. Karen Tate.

O que é Sagrado Feminino? | LILIT LAB

O Sagrado Feminino é um conceito que reconhece “Deus” como uma figura nem antropomorfológica masculina ou feminina, mas como uma Essência Divina além da forma e dualidade - uma essência que é o balanço e a unificação entre os princípios masculinos e femininos - uma dinâmica interdependente que emana em todo o princípio de vida. O ícone Yin e Yang do taoismo chinês é uma boa representação dessa ideia. 

De qualquer forma, ver o divino como um conceito abstrato de uma consciência onipresente, uma permanência, é um desafio para a maioria dos humanos. Todos nós temos o desejo humano básico de colocar o que é inexplicável de forma tangível para explorar a nossa relação divina. Então nós temos a tendência de tornar deidades antropomórficas ou de atribuir características inerentemente humanas. Em outras palavras, nós damos nomes e formas para um conceito abstrato para poder nos identificar com essas divindades e com nosso nível de habilidades. A Divina Essência virou a figura do “Pai”, um Deus que desde pequenos somos ensinados a visualizar, rezar e imaginar ter uma relação pessoal. 

Mãe Terra

É uma pena reduzirmos Deus, uma figura vasta, infinita e absoluta em uma metáfora masculina e um símbolo que limita muito o potencial espiritual humano e a nossa capacidade de viver em paz e equilíbrio na terra.

Nos últimos milhares de anos, a predominância da religião patriarcal incluiu a criação de uma ética de sociedade que eleva Deus, o Pai, sobre a Mãe Terra, e o homem em cima da mulher. 

Mas nem sempre foi assim! É vital lembrar que muito antes do patriarcado, no período paleolítico e neolítico da pré-história, existia a crença comum da “Mãe/Mulher Terra”, sociedades que honravam essa deidade e viviam uma cultura mais igualitária, sustentável e pacífica que prosperava sem nenhuma guerra por muitos anos. Por isso é tão urgente redescobrir e examinar a memória perdida dessas culturas para criarmos uma fundação mais estável para o futuro da sociedade. 

Lembrar dessas sociedades matriarcais perdidas autêntica e valida o significado do Sagrado Feminino e a importância da mulher e dos valores femininos para nós construirmos uma unidade global mais saudável. 

Somos todas Sacerdotisas

É hora de balancear os princípios masculinos e femininos dentro do nosso sistema de crenças, nossas doutrinas religiosas, nosso ethos cultural e dentro de nós mesmos. Para conseguir esse equilíbrio, precisamos mudar nosso foco para a ideia de Maternidade Universal - precisamos explorar a metáfora da Mãe, o símbolo da Deusa e o modelo da Sacerdotisa. Devemos trazer luz para as evidências arqueológicas das antigas Deusas e suas histórias. Precisamos enfatizar o amor materno, a sabedoria, a compaixão e criatividade assim como o respeito da sexualidade como algo natural e sagrado. Nós devemos empoderar as mulheres para elas celebrarem e contribuírem com a espiritualidade, cultura e sociedade. E devemos acordar nós mesmas, ensinarmos nossas crianças e educar nossos homens. 

Reconhecer o Sagrado Feminino vai nos ajudar a apreciar a natureza feminina dentro das mulheres e homens. O reconhecimento de uma Maternidade Universal vai nos ajudar a respeitar a terra e a Mãe Natureza. O reconhecimento do Princípio Feminino vai nos ajudar a honrar os ciclos da mulher e ritos de passagem durante a vida, e vai ajudar todas as pessoas a melhorarem sua autoestima. E esse reconhecimento vai encorajar todas as pessoas a acharem equilíbrio e paz interna, além de aumentar o respeito e tolerância com os outros - o que no final, vai promover um maior senso de harmonia global. 

É hora de honrar o Sagrado Feminino. “Honrar o Sagrado Feminino” no sentido espiritual, o que significa dar valor ao princípio feminino, assim como o princípio masculino, como dois aspectos iguais e fundamentais do Divino. Em um nível planetário, significa respeitar e curar nossa Mãe Terra. Em um nível cultural, significa reviver o arquétipo da Deusa através do entretenimento e das artes, usando linguagens que deem ênfase nos pronomes “ela” e “dela”. 

Em nível de sociedade, significa recriar o papel da Sacerdotisa, e respeitar a contribuição da mulher nos negócios, ciências, artes, política, assim como em nossas casas e comunidades. De um ponto de vista religioso, significa oferecer serviços e cerimônias que reafirmam nossa conexão com o divino, com a Deusa, com a terra e coletivamente. No sentido humano, honrar o Sagrado Feminino significa que valorizamos a mente, corpo e alma da mulher, assim como as qualidades femininas nas personalidades masculinas.

Escrito por Amy Perk. Tradução livre de artigo publicado originalmente no Spirituality & Health. Leia o artigo original.  

...

Somos Lilit. Uma das primeiras marcas brasileiras a desenvolver seus próprios vibradores como devem ser: criados por quem usa.

Conheça o Bullet Lilit, seu (novo) primeiro vibrador.

 

Deixe o seu comentário

Todos os comentários são revisados antes da publicação.

Comprar

O QUE ELAS DIZEM SOBRE O BULLET LILIT?

Entrega super rápida, embalagem cuidadosamente produzida, um cheirinho delicioso e um produto surpreende, já tive outros vibradores, mas nenhum com esse cuidado no acabamento, uma textura delicada, simplesmente PERFEITO! Já sou fã de carteirinha, até comprei um para minha melhor amiga.

Avaliação Anônima