Tudo sobre o clitóris

Fatos:

  • 70-80% das pessoas com vulva precisam de estimulação direta no clitóris para ter orgasmos.
  • A maior parte da estrutura do clitóris é interna, fica debaixo da pele. A ponta aparente na vulva é a Glande do Clitóris. Apenas a ponta do iceberg.
  • Experimente diferentes movimentos, pressões, ritmos e velocidades no toque para descobrir o que é melhor para o seu clitóris. (não esqueça o lubrificante!). 
  • A regra número um para ter um orgasmo é... não ficar focada em chegar lá!

Olá, Clitóris

Você sabia que o clitóris é o único órgão no corpo destinado totalmente para o prazer? Essa parte dos genitais pode parecer pequena, mas não se engane: é maior do que parece. O clitóris tem uma reputação negativa de ser difícil de encontrar, complicada e misteriosa. Mas não é culpa do clitóris! É hora de termos uma melhor educação e informação sobre esse enorme complexo.

Se você tem uma vulva, seu clitóris é o principal responsável pelo seu prazer. Você tem outras áreas sensitivas, chamadas de zonas erógenas, como os mamilos, pescoço e a vulva. Mas o clitóris é o mais sensível de todos. 

A maioria de nós acha que o sexo com penetração é o que traz mais prazer. Isso é porque estamos acostumados como o sexo é retratado nos filmes e na TV. Você sabe, todas aquelas cenas de sexo em que a mulher quando é penetrada mostra chegar no ápice do prazer. A penetração pode ser ótima, mas a maioria das pessoas com vulva não chega a um orgasmo só assim. O clitóris é o único responsável pelo orgasmo. 

“Como é possível já termos pisado e andando na lua por 29 anos antes de descobrirmos a anatomia do clitóris? Infelizmente, esse tipo de descoberta não foi aderida pela sociedade, e a maioria das pessoas não sabe como é a anatomia do clitóris.”

Sophia Wallace, artista

Estrutura e terminações nervosas

O clítoris é um complexo poderoso de terminações nervosas. É estimado que ele tenha 8.000 terminações nervosas. O pênis também tem terminações nervosas, mas as do clitórias estão mais próximas. Uma maior densidade de terminações nervosas significa mais sensitividade. O nervo que é ligado ao clitóris chama-se nervo pudendo. 

Somos Lilit | Clitóris

O clitóris e a vulva  

O clitóris pode ser tão sensitivo que pode doer quando tiver muita pressão ou fricção. A dor pode aumentar se você não estiver no clima ou se as genitais não estiverem no estado excitatório e lubrificadas. 

De fora, o clitóris parece ser uma estrutura oval pequena. A cabeça (ou glande) do clítoris fica debaixo de um pedaço de pele chamado capuz do clitóris. O capuz fica na parte de cima da vulva. Você pode puxar o capuz gentilmente para cima para ver a glande do clitóris. Pode ser que você veja uma estrutura em V embaixo da glande: esse é o freio do clitóris. 

Desde que a estrutura inteira do complexo do clítoris foi descoberta em 1998, a maioria das pessoas ainda acredita que o clitóris tem o tamanho e formato de uma ervilha. Na verdade, a estrutura inteira do clítoris fica embaixo da pele. 

Somos Lilit | Clitoris estrutura

A cabeça do clitóris é ligada às cruras do clitóris - duas pernas cilíndricas com mais de 10cm que estendem até o osso púbico. Abaixo da glande, embaixo da pele, ficam os bulbos. Os bulbos ficam inchados na entrada da vagina durante o estado excitatório.

Todas essas partes fazem parte da estrutura inteira do clitóris. A cabeça do clitóris pode variar de pessoa para pessoa.  Tipicamente a glande pode ter 5mm, mas o clitóris inteiro pode ter entre 8 - 10 cm, muito maior do que imaginamos.  

A maioria das terminações nervosas do clitóris ficam na cabeça, mas existem muitas terminações nervosas nas cruras e nos bulbos. Isso significa que quando você toca a glande do seu clitóris você tem uma sensação mais intensa, mas tocar outras partes da vulva pode fazer você ficar tão excitada quanto.

Você sabia que seu clitóris fica ereto quando você fica excitada? No estado excitatório, o sangue flui para o clitóris, que por sua vez incha e fica mais firme. O clitóris pode ficar até três vezes maior quando você está excitada. Você pode notar a glande do clitóris ficando maior e mais dura enquanto você se excita. 

Mesmas partes, estruturas diferentes

Um pênis e um clitóris podem parecer bem diferentes, mas eles têm muito em comum. Os dois se desenvolvem da mesma estrutura. Todos nós começamos com uma estrutura básica nas quais hormônios diferentes agem. A influência do estrogênio significa que o tecido vai virar o complexo do clitóris. A influência da testosterona significa que o tecido vai virar um pênis. 

Você pode comparar as duas partes para ver como as duas estruturas são similares:

Glande do clitóris = glande do pênis

Pernas do clitóris (crura) = tecido erétil do pênis

Bulbos do clitóris = tecido erétil embaixo do pênis.

Achando o clitóris 

Para achar o clitóris, tente tocar nas suas genitais (ou da sua parceira) e sentir o que é gostoso. Qual é a sua área mais sensível? Para muitas pessoas a área que é mais gostosa de tocar é o clitóris. A glande do clitóris fica em cima da entrada do canal vaginal. 

Algumas pessoas já sabem intuitivamente onde fica o clitóris, outras têm mais dificuldade para achar. Pode ser que você sempre saiba da existência da cabeça do seu clitóris - mas usar um espelho para vê-lo e tocá-lo pode ser um ótimo exercício. Só não deixe de explorar e descobrir a localização do seu complexo do clitóris. 

A história do clitóris

Ao longo da história, a opinião sobre o clitóris mudou. Em algumas culturas, o clitóris foi considerado peça chave para a fertilidade e bem estar. Em outras, a existência do clitóris foi negada, e o prazer clitoriano foi considerado vergonhoso e imoral. 

Podemos ver que ao longo da história, muitos livros médicos excluíram o clitóris. Quando estava incluso, a informação estava incompleta ou não era verdadeira. Só foi em 1998 que toda estrutura do clitóris foi descoberta. E só em 2009 médicos pesquisadores realizaram um ultrassom 3D para ver como é um clitóris no estado excitatório.  

Essa perpetuação de ignorância e mistério ao longo da história influenciou nossa cultura popular até hoje em dia. Existe muita falta de conhecimento quando falamos do clitóris. Pessoas de todos os gêneros têm muito ainda que aprender sobre essa poderosa zona de prazer. 

Prazer e estimulação

Agora que você conhece toda a estrutura, vamos falar sobre técnicas para você se sentir bem. Aqui estão algumas informações que podem ajudar a aumentar o seu prazer. 

“Perguntar sobre a função do clitóris é como perguntar para o que serve a sexualidade. Quando você fala sobre o clitóris, as pessoas querem saber mais sobre sua função. Quando falamos de sexualidade masculina não existem muitas perguntas, mas quando falamos da mulher temos muitas questões. Para que você precisa de um clitóris? Estamos falando sobre prazer, sobre a conexão íntima entre as pessoas.”

Dra. Helen O’Connell, urologista

Técnicas 

Coloque um ou dois dedos no capuz do clitóris. Massageie, movimentos circulares. Está gostoso? Veja qual direção é melhor. Algum movimento é melhor que o outro? Experimente com diferentes pressões.

Lubrificantes reduzem a fricção durante o sexo e te deixam mais confortável. Pegue um pouco de lubrificante nos dedos e massageie o clitóris. Usar um lubrificante pode trazer sensações mais agradáveis para muitas pessoas porque ajuda a intensificar a sensação e aumentar o tempo de duração do sexo sem irritar a pele. 

Experimente tocar em todo seu clitóris: com lubrificante no dedo, massageie a parte externa da sua vulva. O bullet lilit é uma boa opção para explorar a vulva e descobrir as estruturas do clitóris debaixo da pele.  O clitóris gosta de vibração e de diferentes intensidades. Quando você notar a lubrificação natural da sua vagina, tente usá-la para molhar seu clitóris. 

Tente brincar com o clitóris variando a pressão, ritmo e velocidade. Quanto mais excitada você ficar, mais você vai perceber que está chegando perto de um orgasmo. Nesse estágio, continue o que estava fazendo até gozar. 

Orgasmos

Você sabia que 70-80% das pessoas com vulva precisam de estimulação direta clitoriana para ter um orgasmo? E que o orgasmo é mais provável de acontecer quando a estimulação é direta no clitóris do que com penetração? Muitas pessoas gostam de combinar a penetração com estímulo do clitóris para aumentar o prazer. O clitóris pode ser estimulado com um vibrador ou o dedo, enquanto ocorre a penetração. 

Nem todo mundo está tendo orgasmos 

Ter um orgasmo pode ser bem difícil para algumas pessoas - na verdade é difícil para muitas pessoas. E se você é uma delas, você não está sozinho. Se você ainda não teve um orgasmo, não se preocupe. Nem todo está interessado em ter orgasmos, é uma decisão sua se isso é importante para você.

Ficar preocupado em não ter orgasmos pode te distrair quando é melhor só curtir o momento. A regra número um para ter um orgasmo é… não tentar ter um orgasmo! É como quando você fica tentando dormir quando você está preocupado em dormir. Isso significa que quando você não pensa em ter um orgasmo como objetivo você pode aumentar o foco no seu prazer. A masturbação pode te ajudar a conhecer seu corpo e aumentar as chances de ter um orgasmo, assim como o uso de um vibrador e lubrificante. Quando estiver transando, tente relaxar e curtir as sensações sem focar em ter um orgasmo. E se você está fazendo isso em menos de 30 minutos, tente aumentar o tempo. 

Você sabia que o gênero tem um impacto nas suas chances de ter um orgasmo durante o sexo? Não estamos falando de biologia, mas de gênero. Na relação sexual heterossexual a mulher tem menos orgasmos que os homens.  

Dúvidas sobre o clitóris

Desafio: muita sensitividade, é doloroso, parece estimulação demais

Sugestão:

Explore sua vulva em todos os lugares - menos o clitóris. Esfregue o capuz do clitóris ao invés da glande do clitóris. Mexa no lado do clitóris ao invés de mexer diretamente na cabeça. Tente usar lubrificante - muita fricção pode doer. Use uma pressão mais leve e gentil. 

Desafio: não sinto muita coisa

Sugestão:

Esfregue a cabeça do seu clitóris diretamente. Tente esfregar o freio - a parte debaixo do clitóris que forma um V - ela pode ser bem sensível. Use lubrificante: o lubrificante pode aumentar as sensações e você pode massagear mais rápido sem se machucar. Tente usar um vibrador - eles podem ser a chave para quem não consegue chegar ao orgasmo só com as mãos. 

Desafio: fricção e dor ao esfregar 

Sugestão:

Use lubrificantes - os com base de silicone são ótimos para transar durante muito tempo. Tente fazer um toque mais leve, com menos pressão. Pause e volte para o que estava fazendo.

Desafio: o clitóris parece não ter sensibilidade

Sugestão:

Dê uma pausa. Tente experimentar com a técnica de controle do orgasmo. Continue a estimular e quando sentir que está quase lá, dê um tempo. Isso pode aumentar o estado excitatório e dá uma pausa para o clitóris não ficar sobrecarregado. Varie a estimulação. Tente trocar o uso de um vibrador com o seu dedo. Ou às vezes mudar de movimento: de cima para baixo para movimentos em círculos. Tente usar uma pressão mais leve - quando você aperta muito forte o clitóris pode ficar insensível. 

Desafio: Você está quase tendo um orgasmo… até que perde o ritmo e não consegue gozar. 

Sugestões: 

Mantenha a pressão e ritmo consistentes se você está se aproximando de um orgasmo. Tente não mudar a técnica nesse momento crucial. Foque no prazer e nas sensações. Se preocupar com você não tendo um orgasmo, ou se você vai fazer alguma cara estranha pode ser um banho de água fria para seu prazer. Pode ser difícil, mas tente relaxar e sentir as sensações gostosas no seu corpo. 

Desafio: demorar muito para ter um orgasmo

Sugestão:

Tome o tempo que precisar para gozar. 20 minutos? Ótimo! 40 minutos? Tá joia! Uma hora? Sem problemas, que sejam horas! Tenha informações realistas. Não existe um tempo “normal” para chegar ao orgasmo. Fatores como ambiente e saúde podem ter um impacto em quanto isso pode demorar. Foque na estimulação do clitóris. É mais provável você ter um orgasmo assim do que com penetração. Fale para seu parceiro que vocês não precisam ter pressa. Foco nas sensações podem ajudar as distrações mentais. 

Higiene do clitóris e saúde

Existem algumas coisas que podem ajudar a saúde do seu clitóris. Aqui estão algumas dicas: 

  • Lave apenas a sua vulva, a parte externa do genital. Com água e sabonete neutro. Evite perfumes, produtos industrializados e agressivos. E não lave a parte interna, o seu canal vaginal é autolimpante.
  • Tenha certeza que você lavou embaixo do capuz do clitóris para não acumular muco, fluídos ou produtos.
  • Use lubrificante durante o sexo. Trate seu clitóris com carinho e compre lubrificantes de boa qualidade com base de água ou silicone. Evite lubrificantes com glicerina ou parabenos. 
  • Nunca coloque álcool ou anti séptico no clitóris. Esses produtos podem queimar a pele sensível do local.

Sexo & Gênero

Lembra que falamos que o clitóris e o pênis têm as mesmas origens, mas variam devido aos hormônios? Essas são informações importantes para entender os corpos das pessoas que tem gênero e sexo diversos. 

Pessoas com sexo e gênero diversos podem ter usado nomes diferentes para suas genitais tipicamente designadas. As pessoas têm o direito de dar o nome que quiserem para suas genitálias. Com seu parceiro sexual, é sempre bom checar como ele gosta que sejam chamadas suas partes íntimas. 

“O clitóris é desenvolvido do mesmo tecido fetal que o pênis - veja, os sexos não são opostos! Qualquer que seja nossa identidade de gênero, nós temos uma diferente versão desse órgão incrível. O complexo do clitóris é a forma mais efetiva de sentir prazer para a maioria das pessoas. Sexo sem estimulação clitoriana não é tão proveitoso.

Respeite o clitóris!”

Dra. Carol Queen, Sexóloga 


Clitóris em pessoas trans

Uma pessoa com clitóris pode tomar testosterona para deixar o corpo mais masculino. Muitos homens trans fazem isso. Tomar testosterona aumenta o tamanho do clitóris. 

Uma pessoa com pênis pode tomar estrogênio ou outros hormônios se ela quiser o corpo mais feminino. Muitas mulheres trans fazem isso. Tomar estrogênio pode reduzir o tamanho do pênis e dificultar uma ereção. Algumas mulheres trans fazem uma cirurgia de transição de um pênis para um clitóris e vagina. 

Clitóris intersex

Uma pessoa intersex é alguém que os genitais, órgãos reprodutivos, hormônios ou cromossomos não tipicamente masculinos ou femininos. Algumas pessoas intersex têm órgãos que são um híbrido entre um clitóris e um pênis. Algumas pessoas intersex tiveram cirurgias enquanto bebês para fazer o clitóris ficar menor ou tipicamente feminino. Isso pode danificar as terminações nervosas e gerar uma falta de sensibilidade na região.

Corte feminino genital 

Algumas pessoas tiveram seu clitóris cortado ou removido como uma prática religiosa. Isso pode gerar uma falta de sensibilidade, dor e complicações médicas. Mais de 200 milhões de garotas, entre a infância e a idade de 15 anos, sofrem mutilação de suas genitálias (FGM), segundo dados da OMS

A redução do prazer e dificuldade de ter um orgasmo são comuns em pessoas que passaram por esse tipo de prática. De qualquer forma, mesmo que a glande do clitóris seja removida, ainda é possível sentir prazer com a parte interna do clitóris. 

Cultura Pop (a vida pública do clitóris)

A artista Sophia Wallace quer que todo mundo saiba melhor sobre o clitóris. Ela criou uma série de esculturas, arte de rua, e até um clitóris de ouro para as pessoas montarem. Tudo é parte da campanha da artista chamada de “Cliteracy”

Em 2016, o portal Refinery29 e o cantor Dorian Electra fizeram talvez a primeira música pop dedicada ao clitóris. A música conta toda a história do clitóris e o videoclipe - com diversas fantasias - é impressionante. 

Se você prefere uma animação lúdica, veja o curta de 2016 da animadora Lori Malépart-Traversy - “Le clitoris.” Treine o seu francês (ou ligue as legendas). O vídeo mostra a evolução do entendimento do clitóris através do tempo.

Se você está procurando um manual mais prático de estimulação clitoriana, você vai amar o site OMGYes. Todo o site tem vídeos baseados na ciência que explicam técnicas e formas de chegar ao orgasmo. Você ainda pode praticar o que aprendeu online com ajuda de uma vulva virtual.  

Em 2015, um episódio de The Bachelorette censurou a palavra clitóris em seus episódios. Espectadores deixaram claro que não gostaram da censura, chamando o programa de sexista. 

Você acaba de aprender mais sobre o clitóris. Parabéns! 

Mas, e agora? Aqui estão algumas dicas:

  • Conte para o mundo e seus amigos sobre o que aprendeu. Todo mundo deve saber a verdade sobre o complexo do clitóris. 
  • Tenha um tempo para você mesma e seu prazer. Seja usando o conhecimento adquirido sobre seu clitóris ou se for usar uma técnica que já testou e aprovou, a masturbação é uma forma de autocuidado.
  • Aprenda melhor sobre seu próprio clitóris. Pegue um espelho e olhe ele com cuidado. Tente usar um lubrificante ou o bullet lilit.
  • Você pode descobrir que algumas partes do seu clitóris são mais sensíveis do que outras. Descubra tudo o que te dá prazer. Algumas pessoas relatam que o lado esquerdo do clitóris pode ser mais sensível que o lado direito!

Mitos e fatos

Mito

Se você precisa de um vibrador para ter um orgasmo, tem algo errado com você.

Fato

Muitas pessoas requerem uma estimulação intensa ou vibração para ter um orgasmo. Se é o que você precisa, não tem nada de errado com você. Se seu parceiro não está confortável em trazer um vibrador para a cama, explique que usar um vibrador sozinha ou acompanhada é extremamente comum. Se eles te culparem ou tentarem te envergonhar por isso, considere trocar de parceiro. 

 

Mito

Orgasmos “reais” vem da penetração

Fato

Os orgasmos podem vir de diferentes tipos de estimulação. O clitóris é a chave para ter um orgasmo em 70-80% das pessoas com vulva. A penetração vaginal pode ser prazerosa, mas a maioria das pessoas precisa de estimulação direta no clitóris para ter um orgasmo. 

 

Mito

O clitóris é complicado e misterioso

Fato

O clitóris não é tão complicado assim, você apenas tem que aprender como ele funciona. Comunicação entre parceiros é muito importante, porque pessoas diferentes gostam de diferentes pressões e toques.

 

Tradução livre de artigo publicado originalmente no O.School. Leia o artigo original.  

...

Somos Lilit. Uma das primeiras marcas brasileiras a desenvolver seus próprios vibradores como devem ser: criados por quem usa.

Conheça o Bullet Lilit, seu (novo) primeiro vibrador.

Deixe o seu comentário

Todos os comentários são revisados antes da publicação.

Comprar

O QUE ELAS DIZEM SOBRE O BULLET LILIT?

Entrega super rápida, embalagem cuidadosamente produzida, um cheirinho delicioso e um produto surpreende, já tive outros vibradores, mas nenhum com esse cuidado no acabamento, uma textura delicada, simplesmente PERFEITO! Já sou fã de carteirinha, até comprei um para minha melhor amiga.

Avaliação Anônima