Um guia moderno para as preliminares

Tradicionalmente, as preliminares são tudo de origem sexual que não envolve penetração. Isso pode incluir sexo oral, masturbação mútua (com vibradores e mãos), punheta, beijos, abraçar pelado… basicamente tudo que não tiver P-dentro da-V. 

Nos tempos que as pessoas são abertamente queer e estão expandindo a sua definição de sexo, ou tendo sexo virtual, nós provavelmente devemos reconsiderar o significado de preliminares. É algo bem subjetivo dependendo da sua situação e definição de sexo. A terapeuta sexual Dra. Tarra Bates-Duford diz que devemos ter em mente que não existe um comportamento específico associado às preliminares e nenhuma regra sobre que atos que você deve fazer quando estiver fazendo alguma preliminar. O mundo está nas palmas de suas mãos. 

Mas com tanto espaço para explorar, você pode se sentir intimidada - e está tudo bem. Você pode encher o saco de fazer isso toda vez com um parceiro de longa data - e está tudo bem também! 

A ideia de preliminar está desatualizada

Como uma sexologista clínica, eu gostaria de ver a palavra preliminar eliminada de nosso vocabulário sexual. Não é “preliminar”, é todo o ato sexual. Todos os atos sexuais são iguais. Faz tempo que penetração é considerada como “sexo de verdade”. Essa é uma maneira preguiçosa e heteronormativa de olhar para a sexualidade. Nós devemos parar de ser falocêntricos e olhar para a penetração como “prato principal” do sexo. 

Chamar sexo oral, masturbação, punheta ou siririca (e, francamente, qualquer coisa com foco no clitóris) de preliminar automaticamente diminui o clitóris e coloca a vagina em vantagem. Isso é um assunto sério porque a vagina não tem as mesmas terminações nervosas que o clitóris. Têm terminações nervosas também, mas que vejam só, são ligadas a estrutura interna do clitóris. O clitóris tem 8000 terminações nervosas e raramente é estimulado ao mesmo tempo durante a penetração. 

“Quando seu parceiro está presente, apaixonado, e com vontade de retribuir seus esforços da mesma forma, isso é preliminar”

Isso, é claro, é conectado no nosso conceito do que “conta” como sexo em primeiro lugar. Muitos casais, gays, heterossexuais, não fazem nenhuma penetração em seus encontros sexuais e tem uma vida sexual satisfatória. Você vai falar que um casal não faz sexo porque um pênis não entra dentro de uma vagina? Eu espero que não, porque isso é uma verdadeira palhaçada. 

Então, para sermos bem claros: eu vou usar os termos como “preliminar” neste artigo para me referir a tudo que não é sexo penetrativo.

O que conta como preliminar?

Nós começamos a ver uma mudança cultural do que é penetração como se fosse o único ato que define sexo nos últimos anos e isso tem sido realmente revolucionário (mesmo que essa mudança de paradigma seja bem lenta). 

O Covid-19 e o consequente distanciamento social têm sido um pesadelo de proporções épicas, e de algumas formas ele criou uma oportunidade para mudarmos tudo o que consideramos como “sexo”. Quando estamos fazendo apenas sexo virtual com alguém, nos temos que alterar nossas percepções de sexo, certo? De repente, as definições de sexo não são tão rígidas. 

A coach sexual e sexologista clínica Kristine D’Angelo nos diz que a preliminar vai bem mais além da natureza física do sexo: “São as palavras trocadas, a conexão do casal, a reciprocidade de pensamentos, sentimentos e vulnerabilidades. Quando seu parceiro está presente, apaixonado, e com vontade de retribuir seus esforços da mesma forma, isso é preliminar.” - ela afirma - “ As preliminares podem ser físicas, emocionais ou mentais, te dão aquela sensação gostosa quando você está junto com seu parceiro”.

Quando falamos de sexo virtual, basicamente todo ato que te dá prazer e te leva a um estado excitatório é considerado uma preliminar. Não têm nenhuma penetração (a não ser com seu vibrador ou com seus dedos).

A sexualidade prospera quando tomamos riscos

Para casais (ou casais com parceiros múltiplos) que moram juntos, essa é uma oportunidade para expandir nosso conhecimento do sexo e ser curioso. Nós estamos vivendo com a mesma pessoa, fazendo as mesmas coisas, por um tempo. É hora de testar tudo o que você sempre quis. 

Como ser mais criativo

Agora que já entendemos que tudo que é erótico pode ser contado como preliminar, você pode começar a pensar em maneiras de ser criativo. Aqui estão três dicas de como melhorar e dar novos ares para sua vida sexual - seja virtualmente ou com o seu parceiro de longa data: 

  • Vá para fora da sua zona de conforto: A primeira coisa que todos precisamos é sair do lugar comum que nos faz ficar estacionados. A sexualidade prospera quando tomamos riscos. “Tente falar sacanagem enquanto se masturba para ficar mais confortável ao se escutar” - fala a terapeuta -"Peça para seu parceiro se vocês podem realizar alguma fantasia dele, divida contos eróticos que os dois escreveram para vocês mesmos, veja um filme pornô feminista e fale sobre o que excitou os dois enquanto vocês viam." Seja corajoso: abra um canal de conversa com seu parceiro e fale sobre o que quer tentar. Tenha certeza que não existem julgamentos entre vocês e assegure seu parceiro em relação a isso. 
  • Não se leve tão a sério: nós temos a tendência de pensar no sexo como uma coisa séria que precisa sempre ser intensa. Quando você coloca esse tipo de pressão em você mesma e no parceiro você só se prejudica. Nós temos que entender e aceitar o quanto humano e genuíno o sexo é na realidade. Pode ser picante, sensual, engraçado, esquisito, bobo… o céu é o limite. “É muito fácil cair na tentação de levar o sexo super a sério quando você cai na armadilha de ser perfeccionista, pode acabar procurando uma fórmula pronta ao invés de apenas ser você mesmo” - conta Lucy Rowett, sexóloga e coach de intimidade. Se dê permissão para rir e se divertir. Sexo deve ser uma experiência divertida, intima e prazerosa para você e seus parceiros, não algo pesado e cheio de expectativas. 
  • Não tenha vergonha de pedir o que você quer: a única forma de tentar o que você sempre quis, de ter mais orgasmos, e de conseguir a vida sexual que você quer é pedir o que você deseja. Seu parceiro não lê mentes. Ele não vai saber automaticamente o que você quer, virtualmente ou fisicamente, sem você falar. “Muitas mulheres e pessoas com clitóris estão se sentindo mais empoderadas para pedir o que desejam e reconquistar seu próprio prazer, o que significa que hoje existe um foco maior no prazer do clitóris”. - conta Rowett - “No geral, estamos mais exigentes quanto ao nosso prazer e satisfação no sexo”. Essa é uma ótima oportunidade para mostrar para seu parceiro o que funciona para você quando vocês fizerem sexo virtual. Você está fazendo isso para se dar prazer. É uma oportunidade de crescimento, não de limitação. 

Artigo escrito por Gigi Engle. Tradução livre de artigo publicado originalmente no Swell. Leia o artigo original

...

Somos Lilit. Uma das primeiras marcas brasileiras a desenvolver seus próprios vibradores como devem ser: criados por quem usa.

Conheça o Bullet Lilit, seu (novo) primeiro vibrador.

Deixe o seu comentário

Todos os comentários são revisados antes da publicação.

Comprar

O QUE ELAS DIZEM SOBRE O BULLET LILIT?

Entrega super rápida, embalagem cuidadosamente produzida, um cheirinho delicioso e um produto surpreende, já tive outros vibradores, mas nenhum com esse cuidado no acabamento, uma textura delicada, simplesmente PERFEITO! Já sou fã de carteirinha, até comprei um para minha melhor amiga.

Avaliação Anônima