A história do modelo de vibrador Bullet

Com mais de 40 anos de criação, modelo Bullet é considerado o melhor vibrador para educação sexual

Pequeno, compacto e potente. O modelo bullet foi criado nos anos 1970 como uma ferramenta de prazer e autoconhecimento das nossas próprias vulvas. Do primeiro modelo até o Bullet Lilit, foram mais de 40 anos de criação e desenvolvimento de uma nova forma de sentir prazer. 

Apesar do vibrador não ser uma engenharia de fazer foguetes, eles têm tecnologias da bateria e placas de circuito. Até o modelo recarregável e potente do Bullet Lilit, foram muitos anos de pesquisa e avanços na tecnologia de baterias. 

Conheça um pouco da história do melhor vibrador de clitóris e como se popularizou como uma poderosa ferramenta de educação sexual entre terapeutas, médicos ginecologistas e educadores. 

O movimento de liberação dos vibradores

Com a invenção da Pílula Anticoncepcional nos anos 60, as mulheres sentiam-se confortáveis para explorar sua sexualidade antes do casamento. O movimento feminista dos anos 70 foi um grande divisor de águas: A educadora sexual Betty Dodson criou todo um borburinho cultural com seu livro "Sex and the Single Girl". Logo, ela celebrava workshops exclusivos ensinando mulheres a usarem vibradores - e onde ficava o clitóris. 

“Eu descobri que o vibrador me dá a mais forte e consistente forma de estimulação e é especialmente bom para mulheres que nunca tiveram um orgasmo.”

- Betsey Dodson

Apesar dessa revolução, os vibradores ainda eram tratados como "objetos obscenos", e muitas sex shops pioneiras, com a Eve's Garden, chamavam seus vibradores de "massageadores pessoais". 

O modelo-mãe de todos os vibradores

Apesar das tentativas de banir o vibrador como objeto obsceno, isso não impediu que o primeiro modelo Bullet fosse criado. Na época, sex shops começaram a criar seus próprios modelos de vibradores e revolucionando o design de produto. 

bullet-lilit-hitachi-magic-wand

A Hitachi Magic Wand, um dos modelos mais clássicos - em formato de varinha - explodiu nos anos 70. Japonês, o vibrador de 30cm foi criado pela empresa Hitachi como um massageador pessoal, e alcançou o hype quando Betty Dodson demonstrou como utilizar o vibrador no clitóris. Com sua ponta giratória, ele foi o primeiro vibrador a ser utilizado diretamente na glande do clitóris e na parte externa da vulva, sendo considerado o modelo mãe de todos os vibradores modernos pela revista Cosmopolitan. 

Mas com 30 cm, ele é grande e um pouco pesado, com 250g. Longe de ser discreto e silencioso, muitas mulheres acabavam não comprando. Como guardar a varinha em casa? Como utilizar com privacidade? 

Por mais que os anos 1970 tenham trazido grandes revoluções culturais para mulher, ainda eram anos conservadores em que grande parte das mulheres ainda não trabalhavam e dedicavam suas vidas para cuidar dos filhos e afazeres domésticos. 

O nascimento do modelo de vibrador bullet

A sex shop Doc Johnson, criada em 1976 em Los Angeles, era pioneira em criar novos designs de produto de vibradores. Já no final dos anos 70, eles começaram a desenhar os primeiros rascunhos do Pocket Rocket - o primeiro vibrador em formato Bullet do mercado. Nas cores preto e branco, ele parecia uma mini lanterna com um pontas eriçadas de plástico. 

bullet-lilit-pocket-rocket

Com 10cm e menos de 0.05kg, o Pocket Rocket só alcançou a sua fama nos anos 1990, com séries como Sex and the City falando abertamente sobre o uso de vibradores. Mas ele ainda precisava de pilhas AA, fazia muito barulho - mesmo sendo compacto, não era à prova da água e não tinha tantas variações de vibração. 

Os vibradores fálicos - para uso interno - ainda eram mais populares. Foi só nos anos 2010 até atualmente que os vibradores de uso externo começaram a ficar bem populares, com modelos inusitados como patinhos de borracha, batons e polvos. 

Grande parte da popularidade do bullet tem a ver com o display das lojas: vibradores fálicos não ficam nas prateleiras de grandes varejistas de saúde americanas como a CVS e Walgreens, dando espaço para os vibradores bullet como um bem de consumo de sexual care pessoal. 

A criação do Bullet Lilit 

Enquanto 9 em cada 10 homens atingem o orgasmo durante a relação sexual, apenas 3 em cada 10 mulheres afirmam o mesmo. Apesar disso, é dentro de nós que mora o único órgão dedicado exclusivamente ao nosso prazer: o clitóris. 

91% dos homens dizem atingir o orgasmo durante a relação sexual, enquanto só 39% das mulheres afirmam o mesmo.

23% das mulheres descrevem as últimas experiências sexuais como nada prazerosas, mas só 5% dos homens dizem o mesmo.

Foi com essa missão que desenvolvemos o Bullet: criar um vibrador para estimular e (re)descobrir o clitóris e aumentar a estatística de prazer para mulheres. Perguntamos a quem usa vibradores quais seus modos de vibração favoritos. Assim nasceram os 5 estágios do bullet: três velocidades, do mais suave ao mais intenso, e dois ritmos diferentes. Tudo num único botão.

Dados sobre o Bullet:

O Bullet Lilit é feito de plástico ABS certificado e tem uma textura aveludada, uma cor bordô exclusiva e 5 modos de vibração: 3 constantes e 2 ritmos.

  • 5 modos de vibração: 3 constantes + 2 ritmos
  • à prova d'água: use durante o banho e limpe com água + sabão neutro. Ele pode ser completamente submergido por até 30 min, em uma profundidade de até 100 cm
  • recarregável: deixe 2h na tomada e use por 40 min a 1h30, sem interrupções
  • com materiais certificados: feito de plástico ABS seguro, com toque aveludado

bullet-lilit-banner

Deixe o seu comentário

Todos os comentários são revisados antes da publicação.

Comprar

O QUE ELAS DIZEM SOBRE O BULLET LILIT?

Entrega super rápida, embalagem cuidadosamente produzida, um cheirinho delicioso e um produto surpreende, já tive outros vibradores, mas nenhum com esse cuidado no acabamento, uma textura delicada, simplesmente PERFEITO! Já sou fã de carteirinha, até comprei um para minha melhor amiga.

Avaliação Anônima